Banner-Adaptado-FB---Dominus
mai
28
2015
Saiba como anular os efeitos da crise financeira

Como, em um cenário repleto de variáveis, podemos contornar a crise e manter tudo em ordem? A resposta pode parecer complicada, mas, na verdade, é muito simples. A principal solução para se esquivar de qualquer contratempo é a precaução.

A economia macroeconômica é sempre um dilema, pode-se manter estável e, de uma hora para outra, entrar em crise. O governo está aplicando uma série de medidas para realizar o ajuste fiscal e, dessa forma, equilibrar as contas públicas.

Por isso, alguns benefícios que assistem o trabalhador podem passar por mudanças drásticas. Para contornar essa situação, especialistas recomendam que as pessoas pensem no futuro o quanto antes. Levando em conta que a expectativa de vida da população irá aumentar cada vez mais, é imprescindível ter um alicerce sólido para se proteger das intemperes que virão.

O principal fator para garantir mais segurança é a educação financeira. O hábito de poupar deve ser iniciado o quanto antes, o planejamento familiar e o orçamento familiar são itens que devem ser discutidos com racionalidade e planejamento. Um investimento é uma boa saída para garantir um futuro mais tranquilo.

Aplicações no tesouro, títulos públicos e em ações devem ser consideradas e estudadas minunciosamente. Portanto, pense no futuro desde já. Planeje e reveja as prioridades, desta forma, em casos de urgência, você terá como se manter por alguns meses.

Pode parecer complicado no início, mas, poupar é a chave para ter um futuro melhor. Todas as crises podem ser contornadas com planejamento e preparação.

Gostou das dicas? Não deixe de conferir nossa fanpage (fb.com/dominusauditoria) para ficar por dentro de tudo.

Com informações de: Dinheirama | Fotos: Reprodução, UFGR

          (0) voto(s).
  • Share/Bookmark
nov
05
2013
Qual a melhor forma de usar o 13º salário?

O final de ano está chegando e, com ele, o tão sonhado 13º terceiro salário! Algumas empresas optam em pagar a primeira parcela já em julho, mas, de acordo com a Consolidação das Leis Trabalhistas – CLT, o pagamento do décimo deve feito com a primeira parcela até o dia 30 de novembro e a segunda até o dia 20 de dezembro.

A dúvida de muitas pessoas é: o que fazer com esta renda extra? É importante lembrar que, logo após as festas de natal e ano novo, chegam os inúmeros compromissos financeiros anuais. Portanto, é importante ficar atento às despesas e não extrapolar, sempre reservando uma quantia para amenizar os gastos do ano seguinte.

* * * * * (1) voto(s).
  • Share/Bookmark
set
10
2013
Investimentos: qual é a rentabilidade do aluguel de imóveis?

O objetivo principal de qualquer forma de investimento é o rendimento além do salário habitual. Além das mais conhecidas, como o Tesouro Direto e a Bolsa de Valores, outras formas de investimento podem ser bem sucedidas quando o assunto é ganhar dinheiro, entre elas, está o aluguel de imóveis. A boa notícia para quem pensa nessa alternativa é que, segundo o Índice FipeZap, houve uma valorização de 13,7% nos imóveis brasileiros neste ano.

Apesar disso, é preciso cuidado! Em tempos de alta inflação, a compra de imóveis para obter renda através de o aluguel requer estratégia. Devido ao alto preço dos prédios e casas, o retorno obtido com alugueis pode ser menor que a inflação e até mesmo que os rendimentos da poupança. Para calcular esse retorno, o locatário deve avaliar o correspondente entre o aluguel e o valor do imóvel da seguinte forma: para uma quantia de 100 mil reais de compra, um aluguel de 1.000 reais mensais dá um retorno de 1% ao mês.

* * * * * (1) voto(s).
  • Share/Bookmark
jul
25
2013
Restituição do imposto de renda: qual a melhor forma de usar?

Após os meses de correria com a declaração do imposto de renda, chega a vez das restituições. O uso do dinheiro liberado pela Receita Federal pode ser de bom uso em alguns casos, seja para usar como investimento ou para sanar dívidas. A faixa de valor da restituição do imposto de renda varia por cada contribuinte.

O primeiro lote liberado em 2013 contempla quase dois milhões de pessoas, com a restituição referente ao ano-calendário 2012. O lote marcou um recorde, num valor de R$ 2,8 bilhões pago aos contribuintes no mês de junho. Esse é o momento ideal para avaliar a melhor forma de usar o dinheiro, conforme o objetivo financeiro desejado. Veja abaixo três perfis financeiros que podem se beneficiar com a restituição!

          (0) voto(s).
  • Share/Bookmark
mai
09
2012
Mudanças na poupança: entenda como a MP altera os rendimentos dos investidores

Recentemente, o governo anunciou a mudança no rendimento da caderneta de poupança brasileira. Para os investidores mais assíduos, essa mudança é significativa, especialmente para os que aplicam em longo prazo e em grandes quantias. Vamos entender melhor quais foram as mudanças propostas pelo governo.

Para todas as poupanças abertas a partir do dia 04 de maio de 2012, o rendimento se dará da seguinte forma: quando a Selic (taxa de juros fixada pelo Banco central) foi igual ou inferior a 8,5% ao ano, os depósitos feitos renderão 70% da Selic mais a variação da Taxa Referência – TR. Quando a Selic for maior que 8,5% ao ano, a poupança funcionará como anteriormente.

* * * * * (4) voto(s).
  • Share/Bookmark
fev
09
2012
Fundos de renda fixa são os mais aconselháveis para investir em 2012

Quem não pensa em fazer várias viagens ao longo do ano, jantar em restaurantes agradáveis e investir na educação (sua e dos filhos)? Esses motivos são, normalmente, os maiores objetivos de quem dedica parte da sua renda aos investimentos. Mas, para quem está começando nesse meio, fica a principal dúvida: onde investir?

Existem diversas opções de investimento no mercado, aliadas a muitos fatores que devem ser estudados. Mas, voltando as atenções para 2012, a dica dos profissionais é que a prioridade sejam os Investimentos em Renda Fixa. Em entrevista à Folha, a estrategista da Fator, Lika Takahashi, explica: “No geral, a relação risco/retorno não é favorável para as bolsas. Na dúvida, fique com a renda fixa, mesmo com a perspectiva de juros menores”.

* * * * * (3) voto(s).
  • Share/Bookmark
dez
19
2011
Planeje o que fazer com o seu 13º salário: saiba as alternativas

Amanhã é o dia do pagamento da segunda parcela do 13º salário. Agora que toda a bonificação foi recebida, a pergunta é: como se deve usar esse dinheiro? Embora o primeiro pensamento seja que ainda dá tempo de comprar alguns presentes de natal ou, quem sabe, fazer uma viagem de fim de ano, existem outras formas interessantes de escapar das dívidas e fazer o dinheiro render.

* * * * * (4) voto(s).
  • Share/Bookmark