jun
06
2013
Reforma do ICMS: como a unificação do imposto afeta nossas vidas?

A unificação do ICMS está em votação no Congresso já há algum tempo. A proposta, que já foi reescrita algumas vezes, diz respeito à cobrança única de uma alíquota de 4% em todos os estado do país. O objetivo é simplificar as tramitações entre os portos brasileiros, mas nem todos os estados são a favor, o que gera uma demora na aprovação da medida.

As opiniões são controversas! Enquanto alguns especialistas apoiam, outros discordam. Segundo Francisco Lopreato, professor da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), a unificação é benéfica, uma vez que os estados usam o ICMS para oferecer subsídios, e a competição com os demais estados acaba gerando uma Guerra Fiscal que prejudica as relações comerciais do país.

Já o especialista Ives Granda Martins afirma que as constantes mudanças na proposta original – cujo objetivo era simplificar o esquema interestadual – só estimulam mais ainda a guerra fiscal e transformam os estados em inimigos, o que pode prejudicar diretamente a população devido à briga entre os estados.

A mudança mais significativa que elegem para a proposta é o mantimento da desigualdade do imposto entre os estados ricos e pobres, o que não agrada os mais desenvolvidos. Enquanto isso, os emergentes sugerem que a unificação do imposto pode deixar os estados em desenvolvimento menos competitivos.

Para reverter as insatisfações, o Senado propôs a criação de um fundo de compensação que pagaria até 8 bilhões de reais por ano aos governadores, além de um fundo de desenvolvimento regional com valor de 269 bilhões de reais até os próximos 20 anos. Além disso, conferiu exceções à unificação do ICMS, com a criação de oito zonas fora do regime, nas quais a alíquota será de 12%.

As muitas complicações para a aprovação da resolução adiam a publicação oficial e, enquanto isso, a norma continua sem previsão de entrar em vigor.

Para saber mais sobre tributos, impostos, contabilidade e auditoria, acompanhe a Dominus Auditoria também nas redes sociais: Facebook | Twitter | Slideshare. Conheça também o nosso site: www.dominusauditoria.com.br.

Com informações da Folha e JB.

          (0) voto(s).
  • Share/Bookmark

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>