fev
04
2013
A folia fora do bolso: como economizar no carnaval?

O carnaval é uma festividade que movimenta todo o país. No mês de fevereiro, vemos o tempo todo grandes festas e uma grande movimentação econômica que passeia pelas cidades, sejam baseadas no turismo ou nos grandes desfiles de fantasias. A festa é mais do que uma comemoração, em nosso país, ela é um trabalho profissionalizado.

Em 2012, os negócios relativos ao Carnaval movimentaram em torno de R$ 1 bilhão, por meio de iniciativas que aproveitaram para prospectar clientes. Além do grande faturamento de pequenos negócios, que acabam se tornando grandes quando aproveitam as oportunidades do Carnaval para investir em outras épocas festivas ao longo do ano. Um exemplo disso é a loja Carnaval Store, que fatura cerca de R$ 2 milhões por ano, produzindo fantasias e decorações alegóricas.

A importância econômica desse evento, entretanto, não se prende apenas às grandes ou microempresas. Afinal de contas, quem movimenta tudo isso são os foliões! E o carnaval, se não planejado, pode sair um investimento caro, especialmente para quem é fã da festa e aproveita para viajar.

Antes de programar uma viagem, é preciso fazer um planejamento antecipado e ficar de olho no preço das hospedagens e das passagens. Em época de alta estação, eles tendem a disparar. Quanto mais populares são as festas – como as do Rio de Janeiro, da Bahia e de Recife – mais caras podem custar.

O ideal também é verificar como serão seus gastos durante este período, uma vez que o volume de contas presentes no mês de janeiro podem ter influenciado gastos futuros. Se utilizar do cheque especial e do cartão de crédito pode talvez não ser a melhor opção, mesmo com a facilidade de recursos. Lembre-se dos juros! Talvez, o ideal  seja pesquisar outras modalidades de crédito, como o consignado ou o Crédito Direto ao Consumidor.

Veja abaixo algumas dicas que podem lhe ajudar no momento da viagem de Carnaval:

- Estipule um valor máximo que poderá gastar ao longo do período;

- Anote suas despesas diariamente e vá subtraindo do total;

- Se for viajar de carro, faça uma revisão preventiva – ela tornará a viagem segurança e evitará gastos extras;

- Prefira ir a passeios e a restaurantes indicados pelos moradores do destino, isso evitará um gasto maior nos locais conhecidos como “pega-turista”, que possuem preços mais elevados.

Há quem prefira, inclusive, não comemorar o carnaval, por uma questão de gosto, ou mesmo para aproveitar o feriado de forma mais tranquila. A bagunça das festas nas praias pode perder para opções como trânsito mais leve, cinema, momentos com a família e estudos. Para quem deseja um momento mais tranquilo, apostar nas pequenas festas de bairro também é uma opção mais prática para bolso e para a mente!

Confira mais notícias sobre economia, finanças pessoais, contabilidade e auditoria interna e externa em nossas redes: Twitter | Facebook | Slideshare | DominusAuditoria.com.br.

Fontes: [1], [2], [3], [4].

* * * * * (1) voto(s).
  • Share/Bookmark

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>