mai
24
2012
O que é a redução do IPI e como isso afeta os consumidores?

O Imposto sobre Produtos Industrializados – IPI tem tido uma grande redução nos últimos meses, afetando os setores automotivos e de móveis. Em março deste ano, o IPI para móveis, luminárias e revestimentos chegou a zero. Mais recentemente, a baixa no imposto foi para o setor automobilístico, com redução de 7% para zero, em carros novos 1.0, e de 11% para 5,5% em carros flex de maior potência (2.0).

Essa fórmula de redução de impostos – que tem um prazo limitado – afeta diretamente a vida dos consumidores. As montadoras de veículos oferecerão um preço mais acessível para os veículos dessas categorias, além de benefícios na hora da compra. O mesmo serve para os outros setores, como os dos móveis e os eletrodomésticos de linha branca, que repassam valores mais baratos para os clientes.

Prós

A estratégia do Governo em reduzir os impostos visa aumentar a facilidade de compra desses produtos pelos consumidores, e, assim, gerar maior lucratividade. Para quem estava economizando ou esperando um desconto especial para comprar estes produtos, a oportunidade é ideal.

As montadoras de carros pretendem aproveitar a redução dos impostos para aumentar as vendas em até 30%. Isso se reflete também no aumento dos empregos, já que, para receber o benefício, elas se comprometem a não fazer demissões. O setor representou, no ano passado, o referente a 5% da economia brasileira.

Contras

Segundos os economistas, essa estratégia pode também sufocar outros setores da indústria, como a construção civil. No Ceará, a medida de redução do IPI afetou apenas o setor comercial, não se estendendo para a produção, que ainda é tímida no estado.

A facilidade de compra no setor automobilístico também afeta estruturalmente o trânsito, uma vez que, com mais carros nas ruas, aumenta também o congestionamento.

A redução do IPI para móveis, luminárias, revestimentos e eletrodomésticos de linha branca (fogões, máquinas de lavar roupa e geladeiras) vai até junho de 2012. Já para automóveis, segue até o final de agosto. A última redução de impostos como incentivo de compra de produtos aconteceu em março de 2010.

Acompanhe a Dominus nas redes sociais para continuar informado sobre economia, tipos de auditoria e contabilidade: Facebook.com/DominusAuditoria e @DominusAuditori.

Fontes: Economia UOL e G1 Ceará.

* * * * * (4) voto(s).
  • Share/Bookmark

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>