set
30
2014
Auditoria Interna: França toma decisão histórica no combate a fraudes

A França adota uma administração baseada nas Normas Internacionais para a Prática Profissional de Auditoria Interna (IPPF), editadas pelo The Institute of Internal Auditors (The IIA). Essa instituição é responsável, por meio dos seus mais de 180 mil auditores associados no mundo todo, por criar regras e diretrizes que fornecem orientação técnica para a prática profissional de auditoria interna.

Segundo Andre Marini, diretor-presidente do Instituto dos Auditores internos do Brasil (IIA Brasil), as recomendações e diretrizes do IPPF são “estudadas e convalidadas por cerca de 200 países que contemplam as melhores práticas da profissão, as quais se adequam a qualquer modelo de ambiente corporativo no mundo”.

A versão francesa do documento passa a reger o trabalho do auditor interno no ambiente público do país. Nela está incluído código formal de ética, normas de atributos e padrões de desempenho. Vale lembrar que a França é o primeiro país do G7 (grupo internacional que reúne os sete países mais industrializados e desenvolvidos economicamente do mundo) a buscar o padrão de referência capaz de contribuir na melhoria da gestão de fraudes e transparência de governos.

Para Richard Chambers, presidente CEO do Instituto Global de Auditoria Interna, “este é um passo significativo e a confirmação clara de que o IIA pode atuar como um normatizador para os reguladores e governos ao redor do mundo”.

Informações de contabilidadenatv.blogspot.com.br

Acompanhe-nos nas redes sociais para ficar por dentro do mundo da Contabilidade, da Auditoria e da Consultoria Organizacional:/DominusAuditoria@DominusAuditori/DominusAuditoria.

          (0) voto(s).
  • Share/Bookmark

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>